19 thoughts on “ADOÇÃO: Honda GoldWing 1993, Iúna, ES, Bretz

  1. Já vi uma vermelha destas rodando em Balneário Camboriù-SC lá por 1995. Com certeza esta da foto merece uma atenção especial, vale a pena fazer rodar pela raridade dela.

  2. Sujeito de muita coragem! Ou de bolsos profundos. Peças caríssimas e manutenção complicadíssima.
    Essas motos são boas a partir de 2007, quando o quadro passou a ser de alumínio, o que aliviou em muito o peso. Maior desempenho, menor consumo. Esses modelos mais antigos são bem ruins de pilotar, ainda mais na cidade. Uma dessas faria qualquer motoboy trocar de profissão…KKKKKKKK

    • Essa depois de 6 anos parada funcionou no dia seguinte do resgate. Desmontei apenas pra lavar os carburadores. Nada complicado, serviço executadp ai mesmo na minha garagem. So tive q trocar a bomba de combustivel que é eletrica.
      Quanto a dirigibilidade é perfeita e nao creio q o quadro faça tanta diferença pois quando comprei essa ganhei uma outra toda desmontada e o quadro nao chega e 20 kg, pois tenho um aqui todo pelado, o que nao faz tanta diferença pra um motor de 6 cilindros. O conforto é descomunal.

  3. É uma batalha descomunal colocar uma moto dessas novamente em condições de uso…desejo boa sorte ao abnegado candidato a tal empreitada…vai precisar de toda ajuda possível…

    • Vou falar das mais novas, as antigas conheço muito pouco, só sei que são 1.500 e pesam mais.
      Uma nova custa em torno de R$ 105.000, acha-se ano 2007 a partir de 35 ou 40.000, dependendo da quilometragem. Ano 2010, em torno de R$ 70.000. É um modelo de grande desvalorização. As mais atuais são de 1.800 cm³, motor boxer de 6 cilindros contrapostos 3 a 3. Câmbio mecânico de 5 marchas. Guidão com “mega” contrapesos. Velocidade máxima em torno de 220 km/h, peso em torno de 410 kg com tanque cheio. Tanque de uns 26 litros, consumo rodoviário em torno de 20 km/l.
      Uma boa moto touring, porém a BMW K1600 GTL é muito mais interessante. Tem praticamente as mesmas características básicas, inclusive preço, peso, cilindrada e número de cilindros. Porém por ser alemã, considero muito mais bem construída. E de manutenção mais fácil.
      Qualquer uma é péssima para a cidade, essas motos não possuem agilidade alguma em manobras. São estradeiras convictas. Esse tipo de moto poderia oferecer câmbio automático como opcional.

  4. Meu vizinho tem uma dessas, do mesmo ano… Azul, motor 1500 cilindradas e tudo mais…
    Diz ele que a mesma faz 7 km/l na cidade.

    É muito bonita até, porém muito pesada, mas muito confortável de pilotar (disse ele) e a manutenção, ele compra algumas peças no Ebay, e um mecânico de motocicletas importadas é quem faz manutenção.

  5. Parabéns pelo resgate, e por colocar na ativa novamente.Hj em dia, que cada vez mais todo mundo só quer carro e moto novas, um caso como esse tem que ser parabenizado.

    Nunca vi uma moto dessas, somente em revistas!

  6. SAUDAÇÕES, CARO AMIGOS!

    EU POSSUO UMA CBR 1000F ANO 1991 E RETIREI AS RODAS PARA PINTAR, CONSEQUENTEMENTE DESMANCHEI-A PARA ARRUMAR AS CARENAGENS. AGORA DECIDI RETIRAR O CHASSI E PINTÁ-LO, JÁ QUE ESTOU ANIMADO QUE EU FAÇA TUDO (RISOS)
    . MAS, FICARÁ BONITA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *