Alfa Romeo

Sábado À NOITE. Me chega o emeio, e a surpresa: COMO EU, um apaixonado por clunckers, RUSTY OLD CARS, INÚTEIS JÁ… Bom, de agora em diante, preparem-se: vem coisa boa por aí!

“Russel,

Temos algumas coisas em comum, o gosto pela ferrugem e amigos também…
Sou paulistano, mas moro no RS há cinco anos, e também adoro fotos de carros desmanchando por esse mundo afora, já colaboro com vários blogs de grandes amigos, e decidi te mandar um material que eu mesmo fui adquirindo com o passar do tempo…

alfa_romeo_frente Alfa Romeo

Espero que gostes, tenho bastante coisa, e vou começar com um desmanche bem interessante em Novo Hamburgo, RS, fotos tiradas há uns 3 anos atrás…

Depois te mando mais, aos poucos…

Forte quebra-costelas, guri!!!

Mário Buzian – Ivoti-RS”















0 thoughts on “Alfa Romeo

  1. Adoro estes Alfa Romeo, minha familia já teve 3 unidades, um 76 branco com volante de madeira comprado 0km, um 80 verde SL comprado em 85 e um TI4 85 grafite, comprado em 1989. Carros maravilhosos, modernos de mecânica, sem falar no estilo que é irretocável na minha opinião. Até hoje não há carro com painel de instrumentos mais completo que o do Alfa Romeo 2300 TI4, acreditava-se que o último modelo produzido era do ano de 1986 mas na verdade o derradeiro Alfa brasileiro foi produzido em 1987 na cor preta, segundo o site webmotors e se encontra em Igrejinha-RS em perfeito estado de conservação e ainda com seu primeiro e único proprietário. Muitos se perderam nos desmanches por total imcompetência dos mecânicos da época, fazendo com que criasse o esteriótipo de carro de manutenção complicada, o que na verdade não se confirma, apenas era muito moderno para a época. Contava desde seu lançamento, em 1974 com itens que somente hoje alguns carros começaram a ter: Embreagem hidráulica, freios a disco nas 4 rodas, ar condicionado com saidas para o banco traseiro. A partir de 1980 passou a contar também com cortinas elétricas de proteção solar no vidro traseiro, conjunto elétrico para vidros, travas, porta-malas e tampa do tanque de combustível, duplo comando de válvulas no cabeçote que, aliás, era de aluminio. Sem contar com todo luxo itens de conveniência e ergonomia, coisa que tem se falado nos últimos 10 anos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *