38 ideias sobre “Chevrolet Chevette

      • putz, estes alunos hein, ao invés de estudar um pouquinho mais e liberar o nosso moderador hahahaha, sei como é isto, eu nunca rodei na escola mas sempre, em todos os anos em que estudei no fundamental e médio, eu passava de ano na recuperação, nunca por média hahahaha.
        Me lembro de uma professora de português que tive na 8° série, a Silvana, eu infernizava ela tanto que antes de entrar na aula ela já me mandava sair hahahaha, e quando ela passava matérias, eu ficava desenhando carros nas ultimas folhas do caderno, acabei sendo o unico da turma para recuperação de fim de ano, e ela me deu inesqueciveis 240 questões para estudar do qual não esqueço até hoje hahahahahaha, mas graças a muitas coisas que ela me disse, eu sou o que sou hoje.
        encontro ela na rua de vez enquando, ela já é aposentada a quase 10 anos, bons tempos aqueles, agente não tinha compomisso nenhum, apenas encarar os cadernos e sonhar um pouco.

      • Todos os dias saio para trabalhar as 07:20 da manhã. Quase em frente a minha casa tem um colégio e todos os dias vejo alguns fugirem do colégio, coinscidência ou não, hoje são os mesmos que vejo indo pra recuperação, todos de cabeça baixa, enquanto seus colegas burros estão de férias por estudar o ano todo!!! Que juventude bem sem graça a de hoje!

  1. enquanto isso … vejam o que a Hyundai planeja …

    Hyundai reserva US$ 12 bilhões para fundar uma ‘Hyundainópolis’

    Plano dos coreanos é criar uma cidade para 250 mil habitantes em torno da nova fábrica do interior paulista, que será seu maior centro fora da Ásia

    A julgar pelas cifras, no que promete ser um dos maiores investimentos já feitos por um grupo privado no Brasil, e proporções do projeto, o país vai se tornar o maior centro de produção de automóveis do grupo fora da Ásia. No total, os sul-coreanos vão desembolsar quase US$ 12 bilhões. A subsidiária deverá ter abrangência comercial sobre todas as Américas e a África.

    Entre as pessoas ligadas ao projeto, há quem diga até, superlativos à parte, que o Brasil será uma espécie de “matriz do B” do grupo. A Hyundai pretende fundar uma “república própria” encravada no interior de São Paulo.

    Além da instalação da fábrica, planeja criar um supply belt poucas vezes visto na história da indústria automobilística nacional. Pelo menos é o que está no papel. A ideia é trazer para o Brasil grande parte dos fornecedores que atendem à companhia na Coreia do Sul, de forma que toda a cadeia de produção fique em Piracicaba.

    A Hyundai mantém um relacionamento peculiar com os fabricantes de autopeças sul-coreanos. A montadora é sócia de quase todas estas empresas-satélites. Estas, por sua vez, são acionistas umas das outras. Este modelo societário em pirâmide, como se todos fossem apenas um, vem a calhar para a ocasião e facilitará a vinda em massa dos fornecedores para o Brasil.

    Em torno da fábrica, a montadora planeja criar uma cidade projetada para 250 mil habitantes. Esta “Hyundailópolis” terá escolas, hospitais, projeto de urbanização e um sistema próprio de transportes, que ligará toda a linha de produção e os fornecedores.
    A intenção da Hyundai é produzir no Brasil boa parte do seu portfólio de veículos, de forma a atender às características dos distintos mercados que serão abastecidos pela fábrica de Piracicaba.

    • A Hyundai mais ou menos como a Shyneray, que produz muitas peças para Honda e Yamanha, porem as mesmas vem com o logo respectivo da marca. A própria Hyundai fabrica máquinas de torno e fresa CNC além de vagões para trem. A mitsubishi também, atua no segmento de maquinas de usinagem e eletrodomésticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *