12 thoughts on “Fiat Tipo, Jaymisson, Brasília-DF

  1. Pode prensar do jeitinho que está….vai que algum corajoso resolve pegar algumas peças para tentar colocar algum outro para rodar!!! Melhor moer no estado que se encontra e liberar o espaço para estacionamento.

  2. Prefiro ficar com o meu Uno sinceramente eu me desgostei desse carro, a coisa mais rara é encontra um desse em bom estado, fora que as peças esta ficando cada vez mais difícil de se encontra, logo mais vai começar a sumir de vez das ruas.

  3. Chuta que é macumba!!!!! Comungo a opinião do colega Minerim….esse tem que jogar direto no triturador sem tirar nem um parafuso…para evitar a proliferação da espécie…

  4. Novo era show, meu tio chegou a ter um 94 4 portas, 1.6, era bem legal de andar, painel lindo, confortavel, mas agora os tipos ou estão destruidos ou manolizados, fora a fama de bomba (nem é tão bomba assim…kkkk), fama de pegar fogo, e problemas elétricos, tampa traseira de fibra ,junto com a pessíma valorização, fazem do tipo um carro barato, e que pouca gente encara. Infelizmente esse da foto já era, doador e prensa…esses dias vi um SLX abandonado, 2.0, mas não consegui foto….eu até teria um tipo, mas prefiro um verona, apollo, ou até um logus, que valem a mesma coisa.

  5. Bomba, melhor dar um fim nele rápido. Se tiver que acabar com ele eu o destruo a marteladas, só para não ter o desgosto de ver ele aí ocupando uma vaga.

  6. O tipo na europa foi um carro que não fez muito sucesso, pois tinha como concorrentes o Golf, o Renault 19, o Astra, o Peugeot 405, mas não teve os problemas que teve no Brasil, os mais comuns vinham com motor 1.4 com 75 cv, aqui em Portugal via-se muitos com motor 1.1 com 60 Cv, havia também os com motor a diesel 1.7.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *