17 thoughts on “GM Celta, São Paulo, SP. Foto de Mario Takamatsu.

  1. Deve estar mais enrolado que novelo de lã…para falar a verdade, não gosto desse carro, pois é descartável…usa materiais de péssima qualidade no acabamento…em menos de 2 anos tá parecendo carro “velho”…por mim fica aí mesmo…

  2. Eu tenho um celtinha, mas pra mim se for original não dá.
    Não tem conforto nenhum, parece um ovo por dentro, o painel é estranho, posição de dirigir é ruim… Mas quando agente dá um jeitinho aqui e outro ali o povo acha estranho ver um desse esticando na Estrada/Rua.
    Eu adotaria sim, acho até bacaninha mesmo com tudo que me deixa insatisfeito.

  3. mas esses carros sao bons de lataria pois aqui na prefeitura daqui tem celta ano 2000 q ja aguentou muito coisa carro de prefeitura toido so q acabar ele esta de pe ainda muito guerreiro esse carrinho ! apesar deu nao mim agradar desse carro mas acho ele muito valente!

      • Curioso, mas aqui em sp essa linha gol quadrada é bem valorizada, concordo que seria inviável investir no gol se tivesse muitos débitos de documentos que ultrapassassem seu valor de revenda, mas não acho que seja esse o caso

  4. Isso ai pra mim é roubado! Ou o dono morreu e estão esperando inventário dos filhos, sei lá. Mais coisa boa não é! Carro novo destes vende rapidinho.

  5. Inventário ou documentos enrolados, só pode ser isso….carro de fácil revenda e bem roubado tbm….
    Nem parece tão abandonado assim, o Gol ao lado parece mais até….
    Eu teria um, carrinho esperto p/ andar no transito, e realmente não é confortavel e o acabamento é podre, mas é sompatico e de manutenção fácil e barata!

  6. Pra mim esse ai ta com cara de ser carro finan , pois é dos ultimos modelos ,ou seja,bem naquela época do “incentivo do governo” com a balela do tal desconto do EPI,ai o carro tinha 1500 reais de desconto e ainda ganhava as “supercalotas”.Resultado: muita gente financiou carro em 272 vezes sem entrada a um jurinho padrão Brasil , o resultado é esse ai,carro escondido do banco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *