18 thoughts on “Gurgel Carajás, Iúna, ES, by Bretz

  1. Ô carro feio…além disso, é uma salada mista do ponto de vista mecânico…chassi de uma coisa, câmbio de outra e motor de outra…para mim não interessa…eu passo….

    • Falta de memória nacional.. foram fabricados 2500 aprox.. e hoje restam a metade. também aprox. é um belo carro, amplo espaco interno. porta malas enorme. e mecanica muito simples e barata. alem de permitir muitas adaptacões para melhora-lo. . digo pq tenho um e o estou restaurando…

  2. Pra mim isso é um caixote com rodas… Ô carro horroroso, além de tudo ainda não deve passar dos 100 km/h, com o lerdo motor de fusca que deve ter.
    Sem falar, que quando tu analisa isso mais de perto, parece que foi feito naquelas oficinas de funilaria de fundo de quintal… Todo amarrotado.

    Por mim, vai pra prensa.

    • Não, Lucas, este usa motor AP e alguns saíram a diesel. Sei porque um amigo meu tem um. Certa vez, ele viajou com ele pra bem longe e, quando estava chegando em casa, estourou a embreagem. Sorte…

    • esta engando motor ap 1.8. e anda bem mais que os 100. apesar de aqui em sp a velocidade max. é 70 nas marginais e o max 50 nas ruas. alem do que é alto pacas. tem um espaco enorme. as pecas são baratissimas. é raro e não chama atencão de ladrão. alem de isento de ipva e ja apto a placa preta.

  3. podem dizer qualquer coisa sobre este carro, mas o Sr. Gurgel foi um corajoso, e mesmo com a abertura das importações, tentou manter sua marca no mercado, em plena era Collor, somente lendo o livro dele, é que se tem noção da inteligência deste construtor, que ao lançar o br 800 , previu o colapso e a redução do número de vagas da cidade em estacionamento, sem falar do protótipo elétrico lançado em 77 ou 78. Um brasileiro de respeito e sua memória para sempre lembrada.

  4. É meio feio sim, mas tenho uma certa admiração pelo modelos da Gurgel, principalmente o X12 e BR-800…..
    Acho que o Carajás em questão, tem chance sim, os gurgelzeiros piram nesses carros, eu até teria um, mas não queria diesel não!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *