17 ideias sobre “Ventura – Marcos Vinicius – Tijuca, RJ

  1. Raridade , bem anos 70/ 80 , tem alto valor de mercado , usa mecanica de brasília.
    Este ta bem inteiro , e pelo menos ta no coberto. Este eu adoto e vale a pena.

  2. Sim, compartilha algumas peças com o SP2. Aqui em Porto Alegre tem um jogado no bairro Sarandi, mas pelo que pude apurar, é apenas a carroceria, sem muitos detalhes. Li em alguma publicação da época, que era o pior carro para se dirigir, mas não lembro do porquê (posição de dirigir, visibilidade…?). Mas enfim, é um daqueles carros de fibra que, até bem pouco tempo atrás, não despertava tanto interesse e, agora valem, fortunas, a exemplo dos Bianco.
    Ah e falando nisso, acabo de comprar um Ragge California, outro típico carro de fibra anos 80.

  3. fácil de voltar só pedir um laudo no Detran pelo numero do chassi e fazer uma nova documentação praticamente o mesmo processo de emplacamento de um carro 0km.

  4. Na garagem em questão aonde o Ventura foi fotografado, existem outras veículos abandonados… “menos mal” que estejam por aí, pior seria se estivessem nas ruas :/

    Seria interessante ver um desse restaurado, pra mim foi uma surpresa, só o conhecia por revistas/reportagens de internet.

  5. Pelo amor dos meus filhinhos isto ai é uma jóia, infelizmente não tem mais fotos do autinho para poder saber que ano é e que modelo é, este carro foi produzido com todas as versões de motor que a VW tinha na época, começou sendo produzido com 1.6 a ar e depois de uns anos tinha uma versão esportiva power, plus, pica dura, racing que vinha com o motor 1.6 do Passat TS, depois começou a ser produzido em série com motor 1.6 e 1.8 e terminou com o 2.0…um míssil para a época, acho que chegava a 185 km/h. Custava mais caro que o Bianco. Luxo de achado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *