39 thoughts on “Chevrolet C-10

  1. Adrio, tem mais 2 carros em Farroupilha caindo aos pedaços, não bati foto pq não tive tempo! Vai lá e bate umas fotos!! Um fica ao lado do clube Santa Rita proximo ao restaurante Julius, uma Kombi azul (terreno ao lado do Clube). Dobrando na esquina do clube Santa Rita e do museu Casa de pedra, passa na frente do Mercado Carraro tem uma picape antiga, provavelmente Ford, vermelha!

  2. Não sabia que tinha C10 com motor fire… (pronto Danilo! rs)

    Judiação! É o modelo que eu acho mais bonito, com a grade dianteira de metal… uma pena MESMO. Uma coisa é fato: ELA NÃO PEGOU FOGO NESTE LOCAL (reparem o chão). A dúvida é: Por que guinchariam para uma rua (ok, para o dono da barca…)? Não dá para aproveitar quase nada nessa (e aprendi com o MarceloKT que não dá para utilizar lataria que pegou fogo… rs)

      • Sim luiz, a tinta não pega mais, se descasca logo logo.. é a maior fria pegar um usado que incendiou em alguma parte, nota-se pela tinta descascada ou marcas de funilaria mau feitos.

        sobre a pobre c-10, parece que o fogo surgiu do motor, nota-se que esta chamuscado a tampa do capô, devem ter usado até derreter literalmente, acho que só se salvou a caçamba.

        • o problema maior , sentinela é que o aço perde a têmpera pela alta temperatura e fica mais maleável perdendo a rigidez .Foi a informação que ouvi de um lanterneiro uma vez .As chapas usadas originalmente tem uma especificação regulamentada pela ABNT . Alguém sabe mais sobre o assunto ?

    • Dessa de não poder recuperar um carro incendiado eu até sabia, mas sempre tem um “espertinho” que consegue. Me lembro de um fiat “Zippo” (ops, Tipo) que foi o “sorteado” por possuir as tais mangueiras que se rompiam e que causavam o incêndio. A area onde comporta passageiros e bagagem e parte da dianteira foram destruidas, só sobrando a barte de baixo do monobloco sem se incendiar. Mesmo assim o dono de uma recuperadora fez o seguinte: desmontou o restante do carro, “jateou” a lataria e fez a preparação da pintura (base, primer, tinta, vezniz e por ai vai), depois foi atras das peças para remontar o carro. Acredito que o mesmo ficou pronto em ums 3 a 4 meses e passou a ser o carro de uso do dono da recuperadora. Antes de me mudar pra SC o dono ainda colocou rodas esportivas no veículo. Quem olha fiz que o carro é íntegro, mas ali “o passado o condena” !!!

      Abs
      Kiko Molinari

  3. Onde estaria o rapaz que curte cortar tudo e fazer uma pickup com todos os carangos ????
    Pela ferrugem daria um ótimo rat road hehehehe.
    Tremenda judiação, me lembrei até daquela história do cavalo queimadinho que morreu a alguns dias atrás.
    Infelizmente não há mais nada a fazer, apenas reaproveitar algumas pecinhas, se der.
    Nota: 6,5 (não é tão raro)

    • tudo começou com a invenção do fogo, na pré história, durante sua evolução o homem também evoluiu as formas de usar o fogo, como para aquecer a alimentação, abrigar-se do frio e para a guerra, em forma de incêndios em aldeias rivais…
      Um Incêndio é uma ocorrência de fogo não controlado, que pode ser extremamente perigosa para os seres vivos e as estruturas. A exposição a um incêndio pode produzir a morte, geralmente pela inalação dos gases, ou pelo desmaio causado por eles, ou posteriormente pelas queimaduras graves.

      acho que é porai mais ou menos a história do incêndio… HUAUHAHUAUHAHUAHUAUHA

      brincadeiras a parte, também queria saber sobre oque houve com a c-10.

      • genial sentinela !!!
        raios me partam se essa explicação científica não for aproveitada no wikipedia …
        um complemento :
        O ministério das Estradas de Paralelepípedos informa :
        JASMAIS use uma C10 sem os pneus numa estrada de paralelepípedo , o atrito provocado pelas rodas nas pedras pode produzir um churrasco o que é extremamente danoso se o churrasco for vc . Uma campanha de prservação das C10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *