67 thoughts on “Fiat Marea Weekend

  1. Isso tá parecendo carro que foi furtado e abandonado na minha opinião ..tenho um tio que teve um Fiesta roubado ..encontraram o carro semanas depois depois em outro bairro (isso na grande Salvador – BA) sem os pneus desse mesmo jeito que tá essa Weekend..

  2. Incrível como nosso ponto de vista acaba deformado por estas leis ridículas de mercado relativas aos automóveis no nosso país.
    Temos aí um carro moderno, seguro, bem equipado, belo, refinado, bem construído e bem acabado.
    Temos, no outro prato da balança, um mercado aproveitador, empresa(s) que desrespeita(m) o consumidor, impostos absurdamente abusivos, mecânicos e oficinas completamente despreparados, lei de Gerson e consumidores ignorantes e peças a preços estratosféricos.
    O resultado da equação é único e sonoro: Tudo o que podemos querer em um carro, tudo o que de bom nos pode ser oferecido, vira merda neste país do falo, onde tudo conspira para acarcar um androceu teso no orifício de qualquer um, em qualquer área, que procura aquilo que possa ser melhor, mais evoluido ou, ao menos, mais interessante para si.
    Eu mesmo tenho um asco de olhar para estas Mareas por saber a bomba, não que são, mas que foram feitas por diversas circunstâncias externas à qualidade do veículo em si.
    Hoje em dia isso é o típico carro que “o ‘rico’ não quer mais e o pobre não consegue manter”, enquanto muitos dos estamentos ditos ricos desta nação fecal se arrastam por aí em Dacias Sandero, Jurássicos Vectras ou Santanatéchnicos Novos Jetta, que em nada se assemelham às qualidades que este carro aí e outras “bombas” tiveram.
    Já sou de uma nova escola, na qual o “rico” não é o sujeito que compra e frui até onde dá, mas o que compra, frui, mantém E POR VENTURA pode trocar, de preferência à vista, quando e pelo que ele achar melhor para si, e não para o próximo dono.
    Valor de revenda? Valor das parcelas? Cores fáceis de vender? Que pobreza, José! Num sistema de economia onde ninguém é dono de nada senão de um carnê, rico é aquele que tem o que quer ter, até onde pode pagar, sem dever nada para ninguém. Tem muito mais gente rica por aí andando de carro defasado do que dono de G5 que deve até o c* pro banco.
    E tenho dito.

    • belíssimo comentário !
      cum grano salis , caro confrade …
      mas com a sua permissão peço para destacar trecho ímpar …
      ‘ … onde tudo conspira para acarcar um androceu teso no orifício de qualquer um, em qualquer área, que procura aquilo que possa … ‘
      ( APUD, Sinatra , opera citandum )

      • hahaha … genial !
        e a nossa tupiniquim versão de midas-ao-contrário que tudo o que toca merda vira …
        hahaha …
        O nobre escriba, por ventura , tem mais dessas letras publicadas ?
        Pois se não as tem, deveria …
        abç

        • Meu amigo Sinatra você falou e disse tudo agora, carros que sim sofrem nesse país, como o Tempra, Tipo e Marea , ja disseram que meu carro ér uma bomba(Pelo fato de ser um importado dos anos 90 – Mercury Sable), isso por esses carros tem uma manutenção proibitiva no Brasil!
          E sim esse supostos ‘ricos’ que pensam que são Ricos, mas tem uma mente pobre , por que eles poderiam ter o que querem e não o que pretende comprar pensando em revender !

          A melhor parte!
          “Valor de revenda? Valor das parcelas? Cores fáceis de vender? Que pobreza, José! Num sistema de economia onde ninguém é dono de nada senão de um carnê, rico é aquele que tem o que quer ter, até onde pode pagar, sem dever nada para ninguém. Tem muito mais gente rica por aí andando de carro defasado do que dono de G5 que deve até o c* pro banco.”

          Abraços

          • Filipe, achei um Mercury Sable 89 em Osaco.
            Cor dourada e bancos de couro em estado razoável.
            Estava ‘engarajado’ pois tinha um problema com o câmbio automático .No mais o aspecto era bastante bom. Pena ter perdido as fotos no HD queimado do outro micro.

        • Caros confrades, agradeço as palavras de coro ao discurso e apoio à idéia.
          O que mais me faz ter vontade de sempre vir aqui e participar é, antes de tudo, o ambiente e as pessoas que aqui frequentam.

          Abraços!

          • Outra coisa é que o brasileiro médio prefere dar um carro de graça e pegar um carnê de um popular porque é incapaz de improvisar. E pior, acha inconcebivel tirar a originalidade.
            Isso sem falar que tem gente querendo deturpar o conceito de “reciclagem veicular”, em interesse próprio, que por eles os carros iriam para a prensa depois de 10 anos de uso. O pior é que tem palhaço que assina embaixo dessas coisas.

  3. a única coisa q mata esse tipo de carro é a manutenção, mas são carros ótimos.
    mas nesse país reina o bom mas pré-histórico AP.

      • pneus, parachoque, portas, vidros tudo dava pra utilizar desse pobre lada vidro ferro prensado. O carro tava ate com rack (de aluminio) estranho não tirarem essas peças antes de prensa-lo.

        • é a isso que podemos chamar de ‘siuviço de porco’ …
          já estava na hora de criar um reaproveitamento mais inteligente como uma ‘desmontadora’ , separando o que é ainda aproveitável e reciclando vidros, plásticos, borrachas e metais de forma mais útil.
          ZERO pra esse pessoal da prensa .

  4. Tudo bem que era uma inovação um motor com 5 cilindro multiválvulas mas convenhamos amigos,muita gente que seguiu a risca o manual do proprio otário e realizou todas as manutenções preventivas teve no final um motor estourado aos 40,50 mil kms,difícil encontrar um marea que não teve problemas no motor

  5. então eu posso me considerar um milionário,tenho 1 fusca,1 chevette,1 brasilia,e 1 aero willys,todos rodando,e todos quitados,sem dever nada p/ninguem,tenho saúde,tenho familia,tenho amigos,tenho dispensa e geladeira cheia,tenho as contas pagas em dia,é logico com muito sacrifio,acordando cedo e dormindo tarde todos os dias,não me sinto inferior a ninguem nem superior a ninguem,tenho paz no meu coração,ah o mais importante tenho pavor de fiat,he,he,he,brincadeira,sei das boas qualidades dos carros da fiat,mas esses não são pro meu bolso,sem chance,no maximo um fiat uno eu encarava,mas marea,e outros de luxo…prefiro andar com minha brasilia.

  6. Pode ser que ela tenha parado por problemas mecânicos , o dono não consegue arrumar , furtaram rodas e quebraram o vidro dela.

    Quanto ao comentário do Sinatra:

    Muito bom !

    • Me fez lembrar de um Fiat Elba CS parado em frente a uma oficina. Já está com o vidro lateral quebrado. tirei fotos hoje e em breve irão aparecer por aqui, junto com um chevette incendiado as margens da BR 101, ao lado do FNM “samambaia” que já apareceu aqui.

      Abs
      Kiko Molinari – Carros Raros BR

  7. Muito provável que as rodas estejam em algum Uno ou Palio. As rodas serrinhas dessa Marea são muito cobiçadas pelo pessoal.

    Tenho saudade de minhas Weekends.

  8. Um carro tão bonito e confortável, mais eu não queria nem de graça, FIAT to fora, ainda mais esses, são problemáticos de motor, estive na italia na cidade de Pádua,estive converssando com um amigo meu que mora lá sobre os problemas dos carros da Fiat no Brasil..e tal..etc, pois vi muitos carros da FIAT lá.

    Ele disse que na Italia, em qualquer oficina só da Fiat, com problemas no motor. e os carros mais problemáticos de motor são exportados para o Brasil, Argentina e outros paises, ou seja o que eles sabem que é uma bomba mandam para o Brasil.

  9. he,he,com o dinheiro que se paga em uma marea destas,compra-se pelos menos o fusca ,o chevette e a brasilia,se for financiada a marea com o valor dos juros paga até o aero willys,he,he,he

  10. Triste ver indivíduos donos de carros-do-povo sem nem meio opcional darem opinião e afirmarem inverdades sobre um automovel que nunca tiveram e nunca almejaram ter

    Marea Weekend Turbo,na minha familia nunca deu 1 problema,uma unica revisão feita custou 6mil,nada que não fosse a altura do carro…300mil Kms rodou até dar PT

    Manutenção cara sim,mas assim como os alfa romeo 2300,excelente carro e ainda não vi quebrar nem um

  11. Sinatra estava inspirado, boa mesmo. Tenho um Ipanema 1993, banheirona do tiozão, mas em ordem, voce não dirige, “navega” nela, requer atenção, conhecimento minimo de mecânica, de como funciona a injeção, seus componentes,seus sensores/atuadores, deve se envolver ,interessar e estudar o carro,seu sistema, prá não ser enrrolado por “mexânicos”. Onde paro, já tem gente deixando bilhetinhos querendo comprar, hehehe!!!.

  12. Tenho um marea 2.4 ano 2003,adoro o carro, no mercado nacional não encontro carro superior,o que mata o carro é o criador, no caso a fiat que abandonou o carro , cobra absurdos nas peças de reposição e por final donos desleixados , e mecânicos despreparados completam o quadro para a morte do carro.

  13. vc podeiram fazer um saite de carros abandonados com indereço dos veiculos , interese real mostrar o desleiço talves ajudar pessoa prejudicada pelo roubo do veiculo e talves desmacara pessoas que apos ter seu veiculo roubado manda buscar outro igual e subistituilo assim prejudicando assim outras pessoas

  14. tenho uma marea iqual a essa com rodas 15.realmente pra ter um carro deste não é pra qualquer ,a manutenção é cara mesmo,as peças também, em compensação é um carro completo e muito veloz,fazendo as revisões preventivas e por o óleo certo no carro é difícil quebrar .mas isso tem um preço e nao e barato .pra quem quer um carro grande e facil de manter recomendo um santana um grande carro mas que não chega ao pés da marea sei disso pq tive um. o omega tambem tem uma manutenção cara e o 6 cilindros nao faz 6km na cidade.dai e dor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *