67 thoughts on “Mazda MX3

  1. Nunca gostei desse modelo da mazda, seria muito mais interessante um Miata ou um RX7, garanto que não estaria assim se um desses dois modelos este fosse.

    • ola meu amigo se o abandono for por falta de peças não sera mais porque tenho contato para peças meu fone 986345941 tim se tem watsapp posso ajuda-lo

        • Se estiver em SP eu tenho do lado do passageiro pois comprei uma sucata do v6 só para tirar algumas exclusividades para o meu 4L! Esse carro é nota 10, tenho um 1.6 e não troco por nada! Nunca tive dificuldade de conseguir peças o mais chato é achar um bom mecânico! Geralmente levo sempre no especialista do grupo mx3zone!

  2. Entre o ano de 1992 até 1997 foram importados pela Mazda do Brasil cerca de 5 mil MX-3.
    Os primeiros modelos do MX-3 vinham com motor 1.6 SOHC de 88 cv. A partir de 1994, os modelos começaram a sair com um motor 1.6 16v DOHC (comando duplo de válvulas), com 108 cv de potência.
    Os modelos importados vinham direto do Japão, tendo algumas diferenças entre os fabricados nos Estados Unidos e no Canadá.
    No Canadá, o MX-3 saia em 2 modelos: MX-3 Precidia RS, com motor 1.6 16v, e o MX-3 Precidia GS, equipado com o motor 1.8 24v V6. Nos Estados Unidos, o MX-3 é conhecido somente como MX-3 RS (1.6 16v) e MX-3 GS (1.8 V6). Ambos saíam de fábrica com airbag. Muitos são automáticos, fabricados no Canadá.
    Nos países europeus e no Japão, o modelo é conhecido como AZ-3 e Eunos Presso. Na Austrália, o MX-3 RS (1.6 16v) é chamado de Eunos Presso. Já o MX-3 GS (1.8 V6) é conhecido como Eunos 30X.

    Em 1994, o V6 é tirado de linha nos Estados Unidos devido à baixa venda. No Canadá o modelo continuou.
    Em 1996, o Canadá encerra a produção do MX-3.
    Em 1998, a Mazda encerra a produção mundial do MX-3.

    Informações retirada do MX-3 Clube…

  3. Este carro é igual a café de delegacia: Frio, fraco e fedorento.
    Está abandonado é claro por falta de manutenção. É bem economico seu motor.
    Mas não devemos criticar seu dono mas sim a Mazda que trouxe muito poucas peças de reposição. Agora manter um original, só trazendo tudo de Miami e esperando muito. Enquanto isto ele fica assim, aguardando…

    • cara, eu gosto de muitos modelos da mazda (depois da toyota e minha fabrica automobilistica favorita) mx3 e um dos que eu acho que e mto desvalorizado mas e mto bom.(estou ate atraz de um pra comprar ou trocar) Ele e um semi-esportivo mto iportado pelo brasil mas, infelizmente foi desvalorizado o q e uma pena. E esse carro tem muitas peças disponiveis no mercado porque a maioria deses carros ja viram sucata e as peças nao sao tao caras (exeto o turbo original da mazda) e so pesquisar direito q vc acha

    • OLA AMIGO É UM ENGANO SEU, TENHO CONTATOS COM TAIWANDESES E PODE TER CERTEZA QUE AINDA É FABRICADO POR ENCOMENDA TODAS AS PEÇAS E ACESSORIOS DO MX-3 MOTOR V6 EU MESMO TENHO UM V6 ANO 1992 AQUI NO BRASIL E GRAÇAS ADEUS NAO FALTA PEÇAS QUANDO EU PRECISO, SÓ DE SE FALAR EM MAZDA SE TORNA UM POUCO MAIS DIFICEL DE ACHAR PEÇAS PELO MOTIVO DE NAO ESTAR MAIS EM LINHA ESTE CARRO, MAIS SE PRECISAR CONTE COMIGO, AINDA MAIS EU SOU PIONEIRO AQUI NO BRASIL PARA VENDAS DE ACESSORIOS DE MAZDA MX-3, TUDO DE BOM…

  4. Eu adoro este carro e com certeza eu adotaria ele. Tive um 1.6 GS e era super gostoso de dirigir, alem de muito economico. A posição de guiar é uma delicia e a estabilidade, perece um Kart. Dentro da limitação de sua potência é um puta carro. O meu eu troquei os cabos de vela originais por Accel, que na época custou 200,00 (comprei de um membro do MX-3 Club) e a bomba da agua custou 70,00 na planet imports.

    Se me falarem que isso é caro, eu desisto de discuitir o que é manutenção cara.

    • Ih, tenho uma notícia péssima pra vocês!
      O pedreiro me disse que na verdade estava sem a TAMPA traseira, da qual faz parte o vidro. Ele mandou pintar a tampa e, pra não parar o serviço, usou sem tampa mesmo! De qualquer forma continua cheio de ferramentas dentro.
      O cara não tem a menor pena do carro, que aliás no geral nem está tão ruim assim (por fora pelo menos, dentro é um horror!). Diz ele que quando comprou foi a pedido do filho, ele mal sabia que carro era! E que pagou R$ 12.000 faz 1 ano e meio. Um preço até justo tendo em vista a maioria dos que se vê por aí.
      Se quiserem ver mesmo assim… (?)

  5. Mazda é um carro excelente, tanto que já tive 2, excelente durabilidade de peças esse carro deve estar com algum bo ou coisa do tipo. e antes de sentar o pau nas coisas é preciso pesquisar e saber mais sobre para não falar coisas sem sentido igual o cara ae perguntando se teve v6 aqui pro brasil

  6. Ola disponho de 99% de peças do mazda mx3, as peças são facilmente encontradas em estoque e as que sao consideradas “raras” encontra-se com certa facilidade! precisando de peças estou a disposição! peças novas,usadas e remanufaturadas TODAS COM GARANTIA isso é importante! meus contatos:
    EUROAUTO acessoria e peças Mazda
    fones: 11 3463 2547
    11 7368 0026
    E-mail: euroauto@bol.com.br
    Msn: wmenphis@gmail.com

    o carro é valente e bem robusto com sua manutenção em dia, demora muito mas muito para dar problemas! como a maioria dos carros nipônicos, espero ter ajudado,parabens pelo blog e liberdade de opiniao! abraço

    • Dispõe de peças. só que qnd te mandam dinheiro. fica inventandoi um monte de desculpa do porque não veio. dps não atende troca de cel e tmb não devolve o dinheiro dos outros né

  7. Bom dia galera.Tenho o mx-3 há quase 7 anos, estou no meu 4° MX, esse último tem apenas 55mil km, uso o carro no dia-a-dia, as peças são fáceis de achar, e pasmem, baratas! Tenho uma revenda de veículos, já dirigi e tive muitos carros, mas o mx tem algo diferente, algo que só quem já teve um pode dizer…Posso ter outros carros, mas com certeza o MX-3 eu não largo!Ela é uma delícia de dirigir, na pista, e na cidade.O único detalhe é escolher bem na hora da compra pra pegar um carro com a manutenção em dia, já que ele já tem, no mínimo, 13 anos de uso, o último ano de venda foi 1998.Qualquer coisa a mais que queiram saber entrem no mx3zone.com , meu nick: DeepBlueMX3. Abraço !

  8. Meu pai tem um MX3 e é um carrinho bem legal e não dá muita manutenção não e isso que o antigo dono era relaxado pra caramba.
    E sim, o motor é um tanto modesto para as pretenções do carro, mas até que o bixinho anda bem.

  9. Nunca vi tanta besteria escrita no mesmo lugar sobre carros. Se a maioria que escreveu por aqui entendesse um pouquinho de mecânica não escreveriam tantas bobagens sobre um Mazda MX3. Uma carro que em 1997, com motor 1.6, disponibilizava 106 hp, não pode ser ruim. Com sua pequena área frontal e baixo centro de gravidade é excelente em curvas e tem boa velocidade final. O banco tem regulagem de encosto, altura e inclinação do assento. Para estes trouxas bom mesmo é Celta e Ka.
    Bando de burro.

  10. Infelizmente concordo com amigo Luiz. sem informações concretas sem um teste e sem conhecer alguém que teve um. não da para fazer comentarios de real valor. o carro reinou em sua época. andei em um a pouco e tiro minhas conclusões. deixa muito carro no chinelo. vai ai um pouco de informação de um carro que até hoje é usado até em filmes mais recentes. e guiado pelas ruas internacionais por quem realmente entende de carros. “sem ofenças”Curiosidade: O Mx-3 aparece em muitos filmes, com mais destaque nestes aqui: – Em “Dumb&Dumber” ele aparece em uma cena da loja de conveniência. – Em “Ransom”, estava lá na cena final do tiro para fora. – Em “As nove jardas “,vemos um vermelho sendo usado pelo protagonista . – Em “Fast and Furious” lá está também o Mazda MX-3 prateado no encontro para os rachas.

    Outros filmes que tiveram Mazda MX-3:
    – Doce novembro – Alguém como você – 15 minutos – Italian Job – Eva – 2 Fast 2 Furious – Celular – Spiderman 2 – Leis da atração – EU robô.
    TEXTO PROGANDA MAZDA MX-3 NOS EUA

    O mx3 é um coupê esportivo de quatro lugares 2+2, que foi produzido de setembro de 1991 até 1998, ele foi baseado na plataforma EC com tração dianteira.
    Ele vem com 2 opções de motores – um 1.6 L 4 cilindros (Modelo mais importado ao Brasil) e um 1.8 L V6. O motor 4 cilindros tinha duas versões, uma com 88 cv SOHC (fabricados até 1994) e outra com 108 cv DOHC 16V (1994 até 1998). O motor mais poderoso era o DOHC 1.8 24V V6 que produz 150 cv (1992 a 1998).
    O mx3 era vendido em no mercado mundial com vários nomes: Mazda MX3 Precidia no Canadá, Eunos 30X na Autrália, Eunos Presso e Autozam AZ-3 no Japão.
    O seu motor V6 é o menor motor com essa configuração fabricado em série no mundo, ele tem a velocidade máxima de 219 km/h e acelera de 0 a 100 em 8.5 segundos, a aceleração lateral é de 0.89G e a sua dirigibilidade é uma das melhores nesta classe de veículos – grande característica do veículo -.
    O motor V6 foi de grande novidade na época do lançamento, ele pertence a família de motores K, que é usada em muitos motores Mazda. Estes motores foram desenhados para serem pequenos, com muita elasticidade e alto torque em rotações elevadas,e até mesmo aos dias de hoje é dos melhores motores alguma vez construido,por isso mesmo até adoptado por outras marcas, como por exemplo o “Ford Probe” e a Crysler…etc.
    Os motores do MX-3 contam com o sistema VRIS “Variable Resonance induction System” que produz torque adicional no motor, além do bloco ser de alumínio suportando upgrades de peformance. Todos os modelos contam com ar condicionado, vidro elétrico, rodas de liga leve, direção hidraúlica e progressiva de série. Os modelos mais completos contam com aquecimento de bancos, freios ABS, air-bags, bancos em couro, teto solar.
    O último MX3 foi fabricado em 1998 no Japão, deixando uma grande história por trás de um grande carro e uma grande raridade na mão de seus proprietários.
    Visto a baixa quantidade de MX3 no Brasil atualmente, os proprietários unem-se visando manter sólida a tradição e história desse incrível carro.

    O Mazda Mx-3 é um produto Mazda da sua melhor época. No começo dos anos 1990 vimos a Mazda lançar o Mx-3 , o Rx-7 bi-turbo e o conversível Mx-5. Estes carros eram amados por seus donos e no mercado de usados são muito procurados. O MX-3 carregava na suas costas a obrigação de brigar com o já sumido Honda Crx no Japão. Esta época trouxe modelos com o Tigra da Gm e o Puma da Ford competindo no mesmo nicho. Disponivel em dois modelos o 1.6 quatro cilindros ( com comando duplo de válvulas ou não dependendo do modelo) e o fascinante modelo 6 cilindros em V. O MX-3 foi fabricado por sete anos e como Rx-7, deve ter um substituto a altura um dia. Quando o sucessor do MX-3 chegar, talvez a história automotiva lembre-se do pequeno mazda pelo o que ele é: um baby coupé com design marcante, ótimo de dirigir e muito inovador em vários aspectos. Os dois modelos de MX-3 são tão diferentes que quase parecem dois carros distintos. O 1.6 é rápido e econômico, só acorda nos 3500 giros. O 1.8 tem o apelo dos 6 cilindros, uma sonoridade incrível, com rodas maiores, suspensão diferenciada, e itens exclusivos de conforto. O pequeno V6 tem um funcionamento macio mas quando requisitado responde esportivamente e além disso tem a aparência mais esportiva, com o aero traseiro alongado e envolvente, rodas maiores , saída de exaustão dupla e é divertido de dirigir, rápido e sem erros de direção, seu motor é uma obra da mecânica, exótico, pequeno e com uma sonoridade inigualável..
    A posição de dirigir é muito boa nos MX-3 , uma posição esportiva e agressiva , deixando os motoristas de carros comuns com os olhares voltados para o motorista do MX-3, porém pessoas altas terão grandes problemas ao entrar e sair do carro, e a acesso ao banco traseiro é mais restrito ainda. O MX-3 vem com dispositivos de segurança como a luz de aviso de tanque na reserva que avisa ao proprietário que ainda há possibilidade de rodar 60 km com o carro até reabastecer. A maioria dos avisos de segurança são bem posicionados no painel, e até o modelo mais básico de MX-3 possui direção hidráulica, A/C, travamento central e vidros elétricos.
    Mazda MX-3s usados são relativamente comuns e o consumidor consegue encontrar verdadeiras jóias se procurar com atenção e hoje no mercado europeu são encontrados modelos de 3.200 Euros até 10.000 Euros. O MX-3 usado deve ser bem avaliado antes da compra, pois pode ser dispendioso ter gastos com o motor V6 de alguns veículos. O câmbio Manual é muito bom, para testá-lo pule da primeira marcha para a terceira durante algum trajeto que for fazer, veja se ela esta entrando bem e sincronizada com a aceleração, sem trancos. Dê uma olhada embaixo do carro no sistema de escapamento, pois no modelo 1.8 ele é complexo exigindo mão de obra experiente e treinada.
    O sistema de injeção do MX3 funciona muito bem, vai da mistura rica a pobre em questão de milésimos de segundo, porém nunca deve-se andar com o tanque muito tempo baixo,nem deixar o mesmo esvaziar pois ele começa a se estragar e dar alterações na pressão de linha de combustível. O seu tanque reserva é para 60 km.
    O motor 1.6 é um motor mais utilitário que o 1.8, e muito mais indicado para altas kilometragens ele agüenta mais , e apesar de ser um pouco dócil ele é um corredor natural adora estradas e altas rotações, a Mazda tem boa reputação por seus motores serem facilmente reabilitados quando destruídos pelo excesso de milhas ou outro problema qualquer, e o do MX-3 não é exceção. Assim o MX-3 é um carro muito barato pelo que entrega ao seu comprador, e hoje quase um colecionador, é um carro vendido bem na Inglaterra, porém foi largamente esquecido pelo comércio comum, tornando-se um coupé quente ou um HOT HATCH como alguns o chamam , também é o representante de uma geração de pequenos carros esportivos que deu seus primeiros suspiros com o mazda mx3 e seus concorrentes da época. Quem tem um MX-3 em sua garagem deve saber que é dono de um futuro clássico. AVALIAÇÃO DE UM A CINCO ESTRELAS
    Construção *** Conforto *** Depreciação *** Economia **** Equipamentos *** Dirigibilidade **** Performance *** Estilo*****
    Matéria transcrita da revista Inglesa European Car Magazine, texto por A. Ewright.

    Mazda MX-3 – ARTIGO
    Se houve um tempo “escuro” na história, há também certos anos e períodos “gloomy” no mundo do automóvel.Os anos de 1980s e os 1990s foram considerados a idade da escuridão para a maioria de coupês esportivos. No entanto, mesmo nessa fase “gloom”, um dos poucos coupês que esteve a margem disso tudo foi o Mazda MX-3 .Um lindo design o colocava em um boa posição naquela época.Comparado com o design de outros coupês esportivos daquele momento, o Mazda MX3 parecia mover-se para a frente, instigando a velocidade com seu design futurista e fluidez nas linhas velozes laterais.
    E apesar desta época “gloomy” nos anos 1980 e 90, para o Mazda MX-3 este período tornou-se conhecido como seus anos dourados. Fêz seu “debut” público em 1992. Viveu vários anos e a sua produção terminou em 1998, transformando o Mazda MX-3 em um carro fora de linha exótico e muito bem visto pelos olhos dos amantes de esportivos diferenciados.O projeto e a construção deste coupê esporte, foi baseado em uma nova plataforma da “Mazda Family”, que ficou conhecida como a plataforma EC. Um dos aspectos que fizeram o Mazda MX-3 um espetáculo era sua denominação de coupê clássico , em formato box e ao mesmo tempo completamente inovador. Este veículo ostenta as linhas fluidas lisas que mostram a luxúria e a modernidade dentro do conceito mais elevado de dirigir …excelente e confortável.
    O Mazda MX-3 não é um super esportivo,e não nos ilude com isso. O que você vê é o que você tem. Um coupê muito divertido, moderno ainda hoje e que fez parte de uma gama de projetos inovadores no qual a Mazda trabalhou naquela época, com o uso de peças diferenciadas de desempenho e conforto que deram vida ao carro. Duas opções do motor estão disponíveis. Estes são os 1.6 litros e o 1.8 litros V6. O Mazda MX-3 foi introduzído no mercado em países diferentes em torno do globo. No Canadá era feito o modelo Top e de lá vieram os veículos com melhor acabamento, segundo a fábrica, lá era conhecido como o MX-3 Precidia .Na Austrália, como o Eunos 30X. No Japão e Ásia, o veículo foi chamado de Eunos Presso, na Europa : Autozam AZ 3, e Mazda AZ 3.

    “Para muitos, carros são meros meios de transporte, uma maneira de sair do ponto A e ir até o ponto B.Nada mais. E para estas pessoas, há um grande número de carros que vão de encontro a suas necessidades. Mas para alguns, um carro significa muito mais.Para estes , o carro se torna quase vivo, uma parte do seu ser. E para estas pessoas , existe a Mazda. Um automóvel Mazda é desenhado para satisfazer os desejos individuais em detrimento aos compromissos em massa. Porque a Mazda é o resultado da Kansei Engenharia. A filosofia que nos guia está além da engenharia pura, além dos esquemas de computação está nos sentimentos e emoções. No som do motor acelerando.Na sensação de estabilidade e confiança em uma curva. E a Kansei Engenharia tem a certeza que o seu produto final, como o novo MX-3 coupe esportivo, não só terá sempre a perfomance correta, como também o fará se sentir sempre bem “

  11. Bem acho cômico muitos falarem de manutenção cara e coisas assim sendo que nunca tiveram um mx3… tenho um vermelho a 6 anos nunca paro!!! Econômico!!!! Causa muiiiita boa imagem por onde passa!!! chama mais atenção que carros zero !!! anda muito!!! Peças corriqueiras baratas… as mulheres adoram rsrsrs… so ganhei tendo este carro ( um carro que não e para curiosos e sim amantes das maquinas japonesas!!!) para aqueles que fala mal rsrsrs cuidado que sua mulher adoraria entrar em um destes e se for vermelho não me culpe kkk

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.