22 thoughts on “Volkswagen Fusca Baja

  1. Tinha muito desses bajas no anos 80, particularmente acho feio, e penso em quantos fuscas morreram p/ renascerem bajas…..
    Por mim fica ai ou vira doador, ou aproveita que está meio desmontadão, e refaz ele como fusca normal!

  2. mas BA…JÁ destruiram mais um fusca pra fazer trilha, heheheheheh

    não sei a traseira mas aparentemente é so trocar os paralamas e por um parachoque e ta pronto o fuscão hehehehehe

  3. OLIA GEMTEZ UN BAJA BUGUE NOÇA QUE MANERO MEZMO EU ÇEI UMA COIZA QE TALVES VOCEZ NAO ÇAIBAN O PORQE DO NOME BAJA É QE EZTE TIPO DE MODIFICASSÃO ERA FEITA NO SUL DO PAIZ OS CARINHA DESMANXAVO E COMSTRUIVO UM FUCA NOVO MUINTO RAPIDO ENTÃO DE TENPO EN TENPO O XEFE DA OFISINA PAÇAVA E VIA UM PROMTO EMTAO DISIA BA JA TA PRONTO? EMTAO FICOU BAJA E AZ PEÇOAZ GOSTAN DEZTE VEICULO POIZ JUMTA A SOLIDES MECANICA DA WOLQUIZWAGUEM CON OZ ESPIRITOZ AVEMTUREROS DAE O ÇUCEÇO DA RESSEITA UM CARRO VERÇATIL FUIZZZZZZZZZZZZZZZZ

  4. ô ta de boa só fazer uma pintura fodah coloca um para choque de ferro na frente roda gaucha Oo uns pneus cravudos e ta de boa! , será que tá com motor ap ? ou 1600 ?

    • parece q ninguem gosta de fusca baja aqui pois é nem eu só faria um de eu tivesse mt dinhero e compraria um do ferro velho assim seria um a menos apodrecendo jamais estragaria um original ” de ´preferencia pegaria um 1300 e colocaria 1600 carburação dupla assim não precisaria mecher na traseira e ficaria valentinho ja tava bom 🙂

  5. Pó, será que ele já está ”Baja”do ?? Ainda é possível ver alguns pelo Brasil afora. Particularmente, só faria um Baja se fosse em Fuscas dos anos 80.

    Já vi muitos Fuscas clássicos se transformarem nessa trapizonga, inclusive um 1959.

    Belo achado, caro confrade Valuck.

    • Lembrava ter ouvido que a ‘origem’ era mexicana. Achei este pequeno histórico embora não seja específico dos fuscas e mais ligado no início às ‘gaiolas’ .

      A noroeste do México, se­parando o oceano Pacífico do Golfo da Califórnia, está a pe­nínsula da Baja Califórnia (ou Baixa Califórnia). Nessa região, aventureiros de todo o mundo se reúnem no outono, desde 1967, para cruzar seus 1340km de deserto em veículos modifica­dos para enfrentar todo tipo de terreno numa competição cha­mada Baja 1000. Esses robustos veículos preparados para adver­sidades de toda sorte receberam o apelido de Bajas.

      Foi influenciada por esse es­pírito que a SAE (Society of Automotive Engineers) criou, em 1976, a categoria acadêmica hoje chamada Baja SAE, na qual estudantes de engenharia tem de construir protótipos off-road para serem testados em serviço sob condições severas, trazendo para o contexto universitário os desafios reais de se construir um veículo para todos os terrenos.

Os comentários estão fechados.