16 thoughts on “VW Voyage, Marcos Castro, Manaus-AM

  1. Esse guerreiro foi,isso se não tiver sendo ainda,usado até o osso,e agora descansa sobre o escaldante calor de manaus,não sei se compensa ser recuperado,

  2. Carro de profissional autônomo (pedreiro, serralheiro, encanador, marceneiro, carpinteiro, calheiro, eletricista, pintor, etc..) usado até a exaustão…e quando apresenta problema mais sério, é abandonado…tá cheio por aí…esse da foto já era…pode triturar…

  3. Pensa em VW quadrado bom? Voyage, Santana e Santana Quantum! São mais macios e, na minha humilde opinião, dão um verdadeiro show nestes ‘caixotes de supermercado’ que chamam de carro. Eu restauraria sim, é um bom carro e muito estável.

  4. Ainda dá p/ voltar a batalha, não está tão ruim……esse modelo de voyage, na versão GLS, já foi sonho de consumo de muita gente, pois tinha o mesmo motor do Gol GTS, bancos recaro, e era completo. Esse modelo da foto, provável CL, se em bom estado ainda tem um bom valor de mercado e boa procura, por isso acho que pode voltar a ativa!

    Apesar que, c/ esse bagageiro soldado direto, e judiado como está, só se salva p/ continuar na luta até acabar de vez!

  5. Russel, caro amigo, infelizmente não conheço-lhe pessoalmente, o que não impede que eu lhe considere muito, e que até tiraria meu chapéu pela ideia da criação deste site que não apenas registra o abandono automotivo, mas também trás consigo uma dose de humor e cultura, com exemplares que não se veem mais pelas ruas, carros que, em questão de anos, podem sumir do mapa e ficarem guardados em coleções particulares de indivíduos de classe alta, ou abandonados em fundos de quintal. Este é o único site salvo nos favoritos e utilizado de pagina inicial no meu computador, e continuará até o fim deste site (que espero que nunca chegue). Estava pensando em criar um vídeo promocional do site, algo único e original, e gostaria de saber se posso utilizar o seu nome como referência ao criador deste site? Provavelmente o vídeo irá demorar para ser finalizado, porém pretendo espalhar nas redes sociais também e ver a repercussão que terá. Tenho sua permissão pra fazer o vídeo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *