Buzian: "DODGE DART 79 SUMATRA VOLTOU À NOSSA FAMÍLIA"

100_1913 Buzian: "DODGE DART 79 SUMATRA VOLTOU À NOSSA FAMÍLIA"

Me escreve o Mário Buzian:

100_1900 Buzian: "DODGE DART 79 SUMATRA VOLTOU À NOSSA FAMÍLIA"

100_1901 Buzian: "DODGE DART 79 SUMATRA VOLTOU À NOSSA FAMÍLIA"

“Pessoal: acabei de voltar do leilão… E agora a notícia que todos nós aguardávamos:

O DODGE DART 79 SUMATRA VOLTOU À NOSSA FAMÍLIA !!!

A briga foi boa, mas a vontade de ter o carro de volta acabou superando tudo… A venda foi concretizada e teve lances bem interessantes… Comecei abrindo o leilão, e quem estava concorrendo comigo no mesmo salão? Sr. Flávio, antigo dono da Mocauto, concessionário Chrysler de São Leopoldo!!!
 

O Dart saiu na loja dele zero km. em 1979, e ele lembrava dessa venda, feita a um médico da cidade, que foi de quem o meu sogro comprou a viatura, dois anos depois, com 8 mil km. rodados…
Seu Flávio começou a mandar os lances de cem em cem reais, e eu de quinhentos em quinhentos…Já tinha avisado a ele que eu estava disposto a tudo pra ficar com o carro, e ele depois do leilão disse que deixou que eu ficasse com o carro por perceber em mim o brilho da paixão nos olhos e o fato do valor sentimental desse carro para nossa família…

Depois que Seu Flávio parou, a internet ainda bombava com lances altos… Dei uns 20 segundos depois do leiloeiro bater o martelo pela primeira vez para encerrar o leilão, prendi a respiração, levantei e depois mandei o lance derradeiro, o leiloeiro aguardou mais uns trinta segundos pra ver se não vinha mais nada, silêncio total na sala, e, três batidas de martelo depois, eu finalmente fui declarado vencedor do arremate!!!

O Evandro Parma, meu grande amigo e parceiro, mecânico famoso de Campo Bom e adorador de Mopars, estava lá comigo, do meu lado, ele estava quase tendo um treco, mas depois de tudo me abraçou e disse que essa foi a compra mais emocionante que ele já tinha presenciado…

Eu só fui até o final por conta da força positiva de todos os meus amigos que torceram por nós, e também porque a minha esposa ontem teve uma conversa muito séria comigo: ela me pediu emocionada que eu trouxesse o Dart de volta a ela, pois aquele carro significou muito pra história dela, e que ninguém nesse mundo mereceria mais andar com ele do que a gente… Pessoal, fala sério, depois de ficar 13 anos sem ter um Dodge na garagem, eu mereço ou não ter casado com essa maravilhosa mulher???

Em breve farei um blog que vai contar todas as aventuras que esse Dart passou com a família Scheid e um diário de bordo conosco ao longo de nossa vida !!!

Mando imagens que eu captei desse carro onde ele está guardado atualmente, suspenso em cima de dois trilhos, numa garagem do Museu da Ulbra, em Canoas/RS. Que tal a viatura??? Tirando o fato de que ele foi inteiramente restaurado nas oficinas da Ulbra (pintura geral feita, inclusive na parte do cofre do motor), trocado o tecido original dos bancos pelos da linha GM 88/90(faço questão de voltar ao tecido riscadinho original), e plenamente revisado, o resto está impecável, e tem uma ficha de controle dentro do Dart dizendo que todos os fluidos foram devidamente drenados, ou seja, e ele foi guardado “seco”; então, acredito que o lance é tocar pra cima do guincho-plataforma, colocar todos os líquidos, calibrar os pneus, bateria nova e torcer pra que tudo esteja bem com a criança… Devo retirar o carro somente depois da Páscoa, que coincide com o prazo dado pela Justiça Federal, e, claro, tudo será devidamente registrado… Espero, inclusive, colocar placas pretas de coleção em nossa querida viatura, pois ele merece!!!

Depois de ter rodado quase 90 mil km. nas mãos da família Scheid, eis que o valente e garboso Dodge Dart Cupê Marrom Sumatra, fabricado em 1979, volta às nossas mãos, e dessa vez para todo o sempre!!!

Estou te enviando esse e-mail para agradecer pela força, carinho, pensamento positivo e mensagens de apreço que recebi ao longo de um bom tempo, e quero te dizer que espero um dia poder retribuir tudo isso à altura, e mais, gostaria muito que o amigo(a) conheça pessoalmente o nosso amado Dodge e possa compartilhar toda a nossa emoção e alegria que sentimos nesse exato momento!!!


Termino esse recado com uma frase de minha autoria, e que muita gente já ouviu de minha própria boca, que é uma teoria que nunca falhou, ao menos na minha trajetória de vida:


“EXISTEM CERTOS CHASSIS E CARROS QUE SÃO PREDESTINADOS A SEREM SEU, O TEMPO QUE LEVA ISSO A ACONTECER É SÓ UM DETALHE A MAIS…”

CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate…

Depois de termos postado aqui, há algum tempo, fotos impressionantes mandadas pelo Maurício, de São Leopoldo-RS, com dois Chargers em situação tétrica, vem a boa-nova, do Mário Buzian: os carros foram resgatados e remetidos a quem pode cuidar destes clássicos. E tudo começou aqui, no blogue, numa simples postagem. Estou especialmente feliz, hoje, por tudo: pelo blogue, pelos carros, pelos amigos Mário e Maurício – nobres engajados neste meio que tanto adoramos, o auto(I)mobilismo.

embarque_dos_dodges_5 CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate... embarque_dos_dodges_6 CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate... embarque_dos_dodges_7 CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate... embarque_dos_dodges_8 CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate... embarque_dos_dodges_21 CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate... embarque_dos_dodges_25 CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate... embarque_dos_dodges_27 CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate... embarque_dos_dodges_43 CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate... embarque_dos_dodges_48 CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate... embarque_dos_dodges_53 CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate... embarque_dos_dodges_65 CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate... embarque_dos_dodges_71 CARROS INÚTEIS e confrades: a façanha de um resgate...

– Um detalhe interessante: o carro 73 vermelho sofreu um acidente com apenas 300 km rodados, ele nunca foi sequer emplacado!!! E o mais louco: o painel de instrumentos desse Charger parou na quilometragem 00318… Pode uma coisa dessas ? Russel, deixo a sugestão para que coloques as imagens e informações acerca desse verdadeiro resgate, citando todos os envolvidos nessa estória, e foi graças ao teu blog que ele efetivamente aconteceu!!!
É isso que eu chamo de parceria pra recuperar esses carros abandonados…
Forte abraço a todos vocês!!!

Mário Buzian